Battle of the 1Bands

A Dama feat MC Carol

A banda A Dama foi criada no final de 2018 e tem a sua principal fundadora a vocalista Alana Sara, que teve a sua primeira experiência no mundo artístico sendo backing vocal da banda “O Pega”, e era conhecida como “A Dama da banda O Pega “. Depois dessa passagem pelo antigo grupo, Alana resolveu arriscar e liderar a banda “A Dama" com um a sonoridade própria, muita atitude no seu som contagiante, com um “grove pagofunk” e uma batida diferenciada para que pudesse acontecer uma grande repercussão no pagode baiano, que era composto por a grande maioria masculina.

A banda, liderada por uma mulher, hoje é a representação do povo baiano, levando toda força e expressão de uma gente que se apropria das expressões artísticas com orgulho e alegria. O show é uma explosão musical com um estilo envolvente, irreverente e muito dançante.

No início de 2020 começou gerar grande repercussão nos shows e os principais sucessos sendo executadas e pedidos nas principais rádios no nordeste. As canções “Faz o sinal da bandida" e "Ai pai pirraça" do seu primeiro CD de divulgação, contou com o apoio de alguns artistas do pagode baiano, como o cantor John - O Poeta, é considerado o álbum mais executados nos paredões nas ruas da capital baiana. A Dama, como e carinhosamente chamada pelos fãs, vem sempre apresentando seu trabalho nos principais veículos locais e tem participado de grandes eventos em Salvador e em diversas estados do nordes
te, com aceitação do grande público.

Agora o grupo começa a divulgar o mais novo projeto " Sem Fronteiras", com canções autorais compostas pela a líder do grupo, Alana Sara. O projeto tem 15 faixas, 10 músicas inéditas entre elas "Ela não é pura", "Anaconda” e " Pau Mandado ", que foi lançado no mês de janeiro de 2020 .

Nas redes sociais o grupo vem se destacando com números grandiosos, no instagram acumula mais 300 mil seguidores e o clipe da música de trabalho “Ai pai pirraça", gravado pela Califórnia Media House e lançado no canal Mete Som, já ultrapassam a marca de 1 milhão e 600 mil de visualizações no Youtube.



MC Carol é um dos nomes de relevância do funk carioca. Sucesso com músicas como “Minha vó tá maluca”, registradas em DVD da Furacão 2000, a MC ficou conhecida pelo grande público em 2015, ao participar de “Lucky Ladies”, reality show da FOX. Em 2016, lançou “Bandida”, seu primeiro álbum, e surpreendeu ao cantar temas como a realidade das comunidades, a sexualidade e o feminismo. Com esse trabalho, a MC mostrou que o funk pode ser usado como arma, para dar a letra sobre ser resistência. Deste disco, surgiram sucessos como “Não foi Cabral”, “Delação Premiada” e “100% Feminista”.

Nos últimos anos, a artista fez shows nos EUA, Reino Unido e Europa, palestrou na Brown University e na Universidade Católica de Porto; foi atração da edição 2019 do Rock in Rio; e viralizou com sua participação no reality show “Soltos em Floripa”, da Amazon Prime Video.
Em 2021, MC Carol foi anunciada como uma das integrantes da turma inaugural de artistas do #YouTubeBlack Voices / Fundo Vozes Negras, iniciativa idealizada pelo YouTube para potencializar artistas e criadores negros. Ela também foi capa da Elle View e lançou “Levanta Mina”, primeira amostra do novo álbum da funkeira, “Borogodó”, lançado em Julho do mesmo ano. O disco trouxe a veia cômica - que é característica da artista - ao lado de músicas que vão abordar temas como a sexualidade do ponto de vista feminino, além da gordofobia e o machismo, questões que a MC combate no dia a dia.

All Live Bands